Qualidade do ar interior (QAI)

A contaminação do ar interior de um edifício pode levar à Síndrome dos Edifícios Doentes. Esta é descrita como um conjunto de sintomas físicos.

Sintomas físicos

  • Fadiga
  • Dores de cabeça
  • Tosse
  • Irritação do nariz e garganta
  • Afecções respiratórias
  • Náuseas
  • Pele seca e irritada

São vários os factores de risco com consequências para a saúde que a afectam a qualidade do ar interior no edifício:

  • Má conservação dos sistemas de climatização
  • Materiais de construção dos edifícios, vernizes, tintas, espumas de isolamento e produtos de madeira prensada responsáveis por libertarem formaldeído e COVs
  • Deficiente renovação do ar
  • Processos de fabrico com libertação de vapores poeiras e metais
  • Agentes de limpeza
  • Fumo de tabaco, liberta gases inorgânicos, metais pesados, partículas, compostos orgânicos voláteis e inqueimados
  • Humidade; em níveis elevados, há riscos de condensação nas paredes e janelas que danificam os edifícios e originam a formação de bolores e favorecem o desenvolvimento de outros microorganismos

Face à prolongada permanência em ambientes climatizados, é essencial minimizar o risco para a saúde dos ocupantes, começando por identificar os principais poluentes através da Avaliação da Qualidade do Ar Interior:

  • Agentes químicos
  • A contaminação do ar por contaminantes químicos pode ter origem em fontes no interior do edifício e também pode ser proveniente do exterior. Entre os principais contaminantes destacam-se:
    • Compostos orgânicos voláteis (formaldeído, tolueno, …).
    • Monóxido e Dióxido de carbono
    • Óxidos de enxofre
    • Ozono
    • Partículas (poeiras, pólenes, fibras e aerossóis)
    • Radão

A ARVAC - Serviços de Manutenção, sugerimos como boa prática, o controlo regular das instalações/sistemas com o objetivo de proceder à avaliação das fontes de contaminação e à adoção de medidas preventivas, de forma reduzir possíveis riscos para a saúde pública.

A ARVAC - Serviços de Manutenção efetua análise da qualidade do ar interior e análise da água tendo em conta o seguinte:
  • análise da qualidade do ar interior com medição de parâmetros físico-químicos e microbiológicos
  • análise da qualidade da água de processo
  • análises da qualidade da água para consumo humano
  • pesquisa de Legionella
No final da intervenção é elaborado um relatório de QAI onde são explanados os valores aritméticos obtidos no decorrer da amostragem.
relatório arvac